De acordo com a Polícia Federal, Oseney da Costa de Oliveira e Jeferson da Silva Lima, suspeitos das mortes de Dom Phillips e Bruno Pereira, devem ser transferidos para Manaus no próximo fim de semana.

Outros dois suspeitos de envolvimento no caso, Amarildo da Costa de Oliveira, o “Pelado”, e o homem que se apresentou como Rubens Villar Coelho, conhecido como “Colômbia”, chegaram à capital amazonense no último sábado (9).

Eles desembarcaram no aeroporto internacional Eduardo Gomes e depois foram diretamente conduzidos para a sede da Superintendência Regional da Polícia Federal, onde devem permanecer à disposição da Justiça.

Amarildo foi o primeiro suspeito preso pela polícia por envolvimento nas mortes de Bruno e Dom. Ele confessou a participação e indicou onde estavam enterrados os corpos do indigenista e do jornalista.

Amarildo, o irmão dele, Oseney e Jefferson, que respondem pela prática dos homicídios de Bruno Pereira e Dom Phillips, tiveram a prisão preventiva decretada pela Justiça Federal.

A Justiça também decidiu pela prisão preventiva de “Colômbia”, que foi preso por uso de documento falso. Ele se apresentou de forma espontânea na Polícia Federal em Tabatinga, município do interior do estado. Durante a identificação ele teria mostrado diversos documentos.

O nome de “Colômbia” já figurava nas investigações. Fontes da PF confirmaram que ele teria ligações comerciais com Amarildo e seria inclusive chefe dele. A verdadeira identidade de “Colômbia”, bem como seu envolvimento no caso, ainda estão sendo investigados.

Por Editoria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.